Páginas

31 de jan de 2013

Mundos Expostos





“O homem sábio rejeita o excesso, rejeita a prodigalidade e rejeita a grandeza.” (Lao-Tsé)

Já me EXPUS uma vez, ao mencionar que possuo o meu MUNDO particular, para onde me retiro em muitos momentos, absorto em meus pensamentos...

E, de vez em quando, trago alguns fragmentos desse MUNDO para serem EXPOSTOS a quem vive comigo no MUNDO real.

Porém, em grande parte, aquilo que sinto e penso nesse MUNDO só meu, permanece comigo, pois não vejo sentido e finalidade de divulgar todas as felicidades e incertezas que deixo minha mente criar nessa minha dimensão paralela.

E, ao trazer mais um fragmento desse meu MUNDO imaginário, percebi que é uma atitude que também devemos ter no mundo real, a de nos preservamos em muitos sentidos na intimidade daquilo que sentimos e pensamos...

Já também declarei que sou um aficionado do MUNDO virtual, tanto que hoje talvez seja a forma que mai utilize para EXPOR aquilo que penso e sinto, através dos textos constantes desse blog.

Contudo, mesmo sendo um fã incondicional do MUNDO virtual, não acredito que devo me desvincular de quem sou no MUNDO real, e utilizá-lo para divulgar atos e pensamentos meus que não divulgo nesse último mundo.

Que os amigos que lêem essa minha insanidade mental me desculpem nesse instante pelo exemplo que utilizarei, mas não vejo qual a utilidade de divulgar no MUNDO virtual o momento que eu vou ao banheiro, o que realizo dentro do banheiro, e quanto tempo permaneci lá dentro.

E, ao pensar assim, embora respeite quem pense o contrário, não entendo quem realiza tais atitudes no MUNDO virtual, principalmente em redes sociais.

Da mesma forma, acredito que um gesto ou uma atitude que tenha no MUNDO REAL para aqueles que AMO, vale muito mais do repetir constantemente, através de imagens e palavras postadas no MUNDO virtual, todo esse amor que pretendo EXPOR...

Até mesmo porque ao EXPORMOS tais sentimentos no MUNDO virtual, estaremos não atingindo apenas aqueles a quem destinamos tais sentimentos, mas seres humanos, que por serem diferentes a nós, poderão se encontrar em outras sintonias em seus MUNDOS particulares, e quando realizamos isso em excesso, poderão não considerar como uma atitude bela, mas sim como algo extremamente cansativo e chato.

Acredito que isso não dará direito a essas pessoas a contestarem nossos sentimentos e de o EXPORMOS quando assim desejarmos, mas ao mesmo tempo não nos custa pensar que poderemos ter essa reação a partir do momento que nos EXPOSMOS demais, como muitas vezes acontece conosco mesmo em relação a essas mesmas pessoas quando elas EXPÕE algo que não seja do nosso interesse naquele momento...

Assim, para que não me considerem cansativo e chato nessa EXPOSIÇÃO de um pensamento meu, terminarei o mesmo por aqui, tentando ser a mesma pessoa em todos os meus MUNDOS, e tentando a todos os momentos evitar excessos, o que acredito que poderá a me levar a conviver melhor com todos os que comigo habitam o MUNDO real. 

Abs.,

Glauco.

“Até mesmo a bondade, se em demasia, morre do próprio excesso." (William Shakespeare)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...