Páginas

4 de jun de 2012

Não Preciso de um Motivo...



Às vezes não tenho vontade de escrever e é por não querer escrever nada que acabo escrevendo alguma coisa. (Ana Carolina)

Parei para pensar os motivos que me levaram a não expressar nenhum pensamento nos últimos tempos...

Primeiro, foram algumas indisposições na área da saúde, que foram tão pequenas que nem as intitulei de problemas de saúde, mas sim apenas de indisposições.

Depois, atividades do trabalho também serviram de desculpas para que não viesse a escrever nenhuma palavra nesse período.

Mas, ao refletir mais profundamente sobre o assunto, percebi que isso realmente se constituiu de desculpas infundadas para que eu não viesse a redigir qualquer texto, pois na verdade não conseguia encontrar um tema sobre o que escrever.

Percebi então que somente me manifestava ao encontrar nos acontecimentos da minha vida diária algo que vinha a me incomodar, e dessa forma me manifestava sobre essa minha insatisfação interna.

E refleti mais ainda, ao verificar:

- Embora as indisposições de saúde mencionadas, eu tenho condições físicas e mentais para conseguir trabalhar e conseguir transmitir a minha amizade e o meu amor para aqueles que realmente merecem...

- Percebi que tenho de agradecer o acréscimo de trabalho dos últimos períodos, pois tive condições de dar conta do mesmo, e com isso conseguir o sustento da família que tanto amo, podendo, na medida do possível, dar uma boa vida a ela...

- Notei que embora pessoas sejam diferentes, e que possam ter pensamentos e atitudes diferentes da nossa, podemos aprender a respeitá-las e conviver com essas diferenças sem discussões, e ao ouvirmos pontos de vista que não são semelhantes aos nossos, estaremos abertos a revermos antigos conceitos, percebendo algumas vezes que estávamos errados...

Refleti sobre mais alguns pontos, mas talvez esses foram os principais que me levaram a estar mais tranqüilo comigo mesmo, e, dessa forma, não encontrar nada que achasse interessante para escrever.

E, ao chegar a esse ponto de reflexão, encontrei algo me incomodando e que poderia escrever a respeito, que foi justamente essa minha necessidade de só me expressar quando nem tudo “corre” da forma que eu espero...

Assim, esperando que daqui em diante não precise ficar procurando mais motivos que me incomodem para redigir esses meus pensamentos, mas que possa fazê-los também para reconhecer e agradecer aquilo que já conquistei nesses meus passos de caminhada, vou finalizando por aqui, pois precisarei pensar mais um pouco para expressar novas idéias e sentimentos.

Abs.,

Glauco.

Escrever é fácil. Você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca idéias. (Pablo Neruda)

2 comentários:

luciana disse...

Oi meu amor, bom dia!

Que bom poder voltar a participar por aqui e encontrar esse seu texto. Expressar sentimentos e opiniões através das palavras é um dos exercícios que mais gosto de fazer. Como sempre lhe disse, apesar de falar o dia inteiro, adoro expressar o que sinto através da escrita.

Procure escrever sobre o que te faz feliz também, não apenas sobre problemas e preocupações. Tenha certeza que encontrará um outro universo de ideias...

Estarei ansiosa a espera de novos pensamentos seus...

Te amo!!!

Bjs
Lu

Valéria Braz disse...

Olá Glauco... adorei suas reflexões de hoje. A grande verdade é que aprendemos desde de muito cedo a falar/gritar sobre nossas insatisfações, esquecendo de mencionar as alegrias...
Faça isto amigo... deixa que o texto flua nos acontecimentos da vida, alegres ou tristes, indignados, otimistas demais... e daí! O importante é compartilhar e talvez falar (escrever) por aqueles que por qualquer motivo não encontram palavras...
Beijo no coração

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...