Páginas

6 de fev de 2012

Tranqüilidade Agitada...

“As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem.” (Chico Buarque)

Fiquei imaginando porque às vezes é difícil arrumar a inspiração para expressar aquilo que sinto ou penso atualmente.

E acredito que no momento encontrei o motivo que me leva a essa dificuldade.

Como já mencionei algumas vezes, somos nós que guiamos nossos passos rumo ao futuro.

Contudo, por mais que escolhemos critérios para guiar esses passos, como, por exemplo, tentarmos sempre guiá-lo na busca do Bem Maior, não sabemos exatamente o que encontraremos no caminho e em que local chegaremos nessa longa viagem conhecida como VIDA.

E, quando essa viagem chamada VIDA nos leva a caminhos e locais tranqüilos, onde reine a Paz Interior, e caso isso dure algum tempo, tenho uma tendência de começar rapidamente a achar a viagem monótona e cansativa...

Assim, percebo que tenho uma alma cigana, que se sente melhor diante das mudanças e desafios que a VIDA nos propicia em determinadas passagens.

Talvez esse pensamento e sentimento meu esteja muito relacionado ao que aprendi até hoje, ou seja, é através das adversidades que surgem em nossa caminhada que nos tornamos mais fortes e preparados para enfrentarmos as surpresas que a viagem nos propiciará.

Assim, esse meu espírito rebelde se sente incomodado com a acomodação, por mais que essa possa parecer tranqüila, sem problemas aparentes na vida.

Concluindo, me sinto melhor quando a VIDA me leva a caminhos cheios de obstáculos, desvios, buracos, sendo que em tais locais e paisagens que encontro a minha Paz Interior (ou melhor, a Agitação Anterior que me agrada mais...).

Portanto, espero que possa realmente abalar as estruturas que nos momentos parecem firmes, e dessa forma possa ter mais inspiração para os próximos textos que queira a escrever, pois agitando as coisas, ficarei mais tranqüilo...

Abs.,

Glauco

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.” (Fernando Pessoa)

2 comentários:

Adriana Helena disse...

Olá Glauco!!
É isso mesmo amigo...
São as adversidades da vida que nos tornam mais fortes e preparados para os novos desafios!
Lindo texto, fortaleceu o meu dia!!
Obrigada!!
Abraços e uma ótima semana!!!

gisele disse...

Glauco meu querido amigo Mala e sem noção!
Eu também gosto de agitação, se eu ficar sozinha em um lugar calmo, por incrivel que pareça, não consigo pensar, me concentrar nem me inpirar pra nada, se eu estou no meio do barulho com muita gente , ai sim fica tudo bem, quanto aos problemas eu sempre tiro proveito deles e alguma lição, afinal é errando que se aprende né?
É isso ai meu amigo, vamos viver dias tumultuados e sermos felizes!
Bjsssss MALA
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...