Páginas

29 de fev de 2012

Ficar Até o Final da Festa...




“As pessoas comuns pensam apenas como passar o tempo. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo.” (Arthur Schopenhauer)

Estive refletindo a respeito dos sentimentos emanados durante alguns períodos de festas.

Já escrevi a respeito de festas do fim de ano, que percebo um sentimento de união, solidariedade ao próximo, demonstração de amizade, que não percebo com a mesma intensidade em outras épocas do ano.

Cheguei até a questionar sobre a sinceridade dessas demonstrações sentimentais, mas conclui que não devo questionar, mas naquelas que eu demonstrar, ser sincero para com quem as destine.

Porém, nos últimos dias estive refletindo sobre a alegria que as pessoas demonstram no período da festa que acabou de encerrar, o Carnaval.

E a frase que ouvi tanto nos últimos dias, que o Ano se inicia realmente após o Carnaval, pois agora temos de nos preocupar com as contas a pagar, com o trabalho, e com toda a rotina diária que temos de enfrentar...

E, refletindo que o chamado “Ano” é apenas mais uma medida que utilizamos para medirmos algo chamado “Tempo”, sendo que esse último é um parceiro nosso em todos os momentos, apenas avançando, e nunca retrocedendo, tenho de discordar do inicio do Ano após o Carnaval.

Refleti também sobre o assunto ao pesquisar as frases de reflexão que publico no meu blog, as quais são sempre voltadas ao lado do humor, e dentre essas encontrei uma, que por mais que num primeiro momento também pudesse parecer que também teria a finalidade de ser engraçada, trazia na minha opinião uma enorme verdade.

A frase era a seguinte:

“Depois que nasci, a minha vida nunca mais foi a mesma...”

Realmente, se analisarmos que o critério mencionado chamado “Tempo”, o qual sempre avança, a cada momento da nossa vida ele está correndo, ou seja, desde o nosso nascimento, OS ANOS SE INICIARAM A TODOS OS INSTANTES...

Portanto, me questiono o porque que se a Vida segue seu rumo implacavelmente, sem ter pausas ou interrupções, porque cabe a mim criar esses intervalos, definindo momentos que ficarei alegres, demonstrarei sentimentos bons, e outros que ficarei preocupado e não demonstrando a mesma alegria...

E, cheguei a conclusão, que não devo acreditar que o Ano se inicia após o Carnaval e nem após as chamadas “Festas de Fim de Ano”, mas que devo pensar que a todo instante da minha vida se inicia uma nova oportunidade de ser uma pessoa melhor, demonstrando sentimentos e tendo atitudes positivas em relação ao próximo, e sempre buscando a Alegria naquilo que penso e principalmente realizo, pois acredito que isso possibilitará uma maior felicidade para mim e aos próximos de mim estiverem.

Ou seja, tentarei ver a VIDA como uma FESTA CONSTANTE, na qual tentarei estar presente e participar até o mais próximo do final que me for possível.

Abs.,

Glauco

“O tempo é muito lento para os que esperam. Muito rápido para os que tem medo. Muito longo para os que lamentam. Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.” (William Shakespeare)

1 comentários:

Samanta Sammy disse...

Ola´meu querido amigo, belíssimo seu texto, adorei a reflexão que nos trouxe !
A vida passa rápido, como sabemos, mas parecemos ignorar... e cultivando este hábito de fazermos isso só depois de tal data, fazer aquilo só depois que conseguir tal coisa, só desperdiça um tempo precioso, o tempo presente, e é nele que está nossa vida, nossa plenitude !
Assino embaixo de todas as suas colocações :)

Um enorme abraço !

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...