Páginas

18 de jul de 2011

Falta de Inspiração...


“Se quiser derrubar uma árvore na metade do tempo, passe o dobro do tempo amolando o machado.” (Provérbio chinês)

Hoje me encontrava sem inspiração para escrever...

Assim, primeiramente, até pensei em dar um descanso aos amigos virtuais que acabam lendo essas minhas loucas viagens mentais, e procurar um belo texto de reflexão como tantos que existem na Internet.

Mas, sendo “mala” como sou, decidi não “poupar” os amigos, e escrever justamente sobre a idéia de que muitas vezes o silêncio vale por mais que mil palavras...

Pois bem, entre as coisas que gosto de fazer, está assistir filmes, e num dos últimos que assisti foi pronunciada uma frase que me fez refletir muito a respeito. Um dos personagens disse que a Vida muitas vezes nos faz cair, mas cabe a nós decidirmos se queremos levantar ou não.

Concordo plenamente, mas acredito que se conseguirmos controlar o ímpeto de nos levantarmos num salto, agindo sem refletir sobre a conseqüência desse ato, haverá uma chance no futuro de cairmos novamente e nos machucarmos de forma mais grave.

Portanto, muitas vezes, ficarmos em silêncio, refletirmos sobre o que se passa na nossa vida, para depois tomarmos as decisões que se façam necessárias em nossas vidas, trata-se de não um ato de perda de tempo, mas sim de extrema sabedoria.

Até mesmo, aproveitando-me novamente da frase de outro filme que assisti, por mais que a vida passe rápido demais, e se você não parar de vez em quando para vivê-la, acabará perdendo seu tempo...

Sei bem que existem momentos onde a Vida nos faz tomar decisões de imediato e assumirmos as conseqüências das mesmas, mas ao adquirirmos maior experiência com o passar de anos, podemos algumas vezes errar, por sermos falíveis, mas teremos condições, se assim quisermos, de distinguir melhor o momento de agirmos e o momento de ficarmos em silêncio...

Concluindo, acredito que ao buscarmos tal discernimento em nossas atitudes possamos enfrentar sem medo o futuro que a Vida ainda nos reserva.

E peço ainda desculpas pela minha falta de inspiração na data de hoje, que talvez o melhor fosse ter permanecido em silêncio, mas resolvi contrariar o que acabei de escrever...

Abs.,

Glauco

“Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo.” (José Saramago)

3 comentários:

Cecilia sfalsin disse...

Rsrsrsr...eu imagino se tivesses inspiração neste momento,rsrs...o que escreveria, pois resumiu sua personalidade no dia de hoje de forma objetiva e clara, e sem inspiração alguma...rsr

Abraços amigo,
admiro teus textos, tenha uma semana agradável..

LINA MARIA CHAVES disse...

Se vc escreveu é porque teve vontade,faça sempre aquilo que lhe der vontade,chamamos isso de inspiração,sexto sentido,etc não importa ao nome que damos.O que eu acredito é que minha alma grita e eu faço.Seu texto me ajudou a continuar caída,sem pressa para me levantar.Obrigada
Alina

Atena disse...

Para quem não estava inspirado, até que se saiu bem. rsrs
Aqui você disse tudo: "Portanto, muitas vezes, ficarmos em silêncio, refletirmos sobre o que se passa na nossa vida, para depois tomarmos as decisões que se façam necessárias em nossas vidas, trata-se de não um ato de perda de tempo, mas sim de extrema sabedoria." É isso aí, amigo, está perfeito.
abração

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...