Páginas

16 de mai de 2011

O LADO NEGRO DA FORÇA...


Nunca é tão fácil perder-se como quando se julga conhecer o caminho. (Provérbio Chinês)


Adoro cinema.

Portanto, vou utilizar-me de uma série de filmes que figuram entre os meus favoritos, para tentar expressar o meu pensamento.

Pelo título e imagem da postagem, acredito que muitos já perceberam que me refiro a Saga “Star Wars” (Guerra nas Estrelas).

O enredo do filme apresenta a eterna luta do bem contra o mal, onde o Bem é representado pelo “Lado Iluminado da Força”, enquanto o mal é o “Lado Negro da Força”.

Mas o que haveria de ser a chamada “Força”?

Pois bem, em uma das definições do próprio filme, “A Força” é “Um campo de energia criado por tudo o que vive. Rodeia-nos, penetra-nos e une a galáxia.”

Agora, vamos ao meu pensamento...

Para mim, a “Força” realmente representa energia, emanada de nossos sentimentos, emoções e pensamentos...

Logo, ao nos aproximarmos de emoções como raiva, ódio, inveja, orgulho, ambição desenfreada, tristeza, estamos fazendo nossa jornada em busca do “Lado Negro da Força”...

Porém, ao buscarmos a amizade, o amor ao próximo, a caridade, a humildade, a paz interior, a harmonia entre nossos semelhantes, entre outras atitudes, com certeza estaremos tentando nos tornar seres mais iluminados, e conseqüentemente, mais fortes como pessoas de bem.

Fazendo uma junção a idéia que aqui desenvolvo, um grande pensador pronunciou uma vez que “os fins justificam os meios”.

Pois bem, entendo que é da natureza humana e de forma alguma vejo como errada a atitude de termos ambição em busca de nossos sonhos, sejam esses de fama, de popularidade, de riqueza, ou de qualquer outra coisa que acreditemos que possa melhorar nossas vidas.

Porém, questiono-me se vale à pena “vendermos nossa alma”, em busca de nossos sonhos, agindo de uma forma contrária daquilo que realmente somos, e ao agirmos assim, se aquilo que tanto almejávamos realmente nos dará o prazer que esperávamos...

Assim, buscarmos nossos sonhos deixando de lado os bons sentimentos, os bons pensamentos, as emoções e as atitudes positivas, que nos aproximam do “Lado Iluminado da Força”, não entendo que seja justificável.

Como ocorre no filme, é fácil sermos seduzidos pelo “Lado Escuro”, e deixarmos que sentimentos e emoções erradas venham a guiar o nosso caminho, uma vez que somos seres falíveis e imperfeitos, mas por mais duro e árduo que seja a trilha iluminada, acredito que possamos atingir um local bem melhor ao final de nossa jornada se assim o fizermos...

Por fim, entendendo que me encontrava em algumas de minhas atitudes corrompido pelo “Lado Negro da Força”, espero que não seja tarde para voltar ao caminho correto.

Abs.,

Glauco

Os ideais que iluminaram o meu caminho são a bondade, a beleza e a verdade. (Albert Einstein)

6 comentários:

Erica; O amor está na rede!!! disse...

Oi, amigo Glauco!

Eu tenho certeza de que não vale a pena utilizarmos o ditado "o fim justifica os meios". Já vi muita gente fazer isso e se arrepender depois - exceto psicopatas, que não sentem culpa nem remorso.

Com certeza é fácil ser seduzido pelo lado negro da força, pois é o caminho mais fácil. E acredito que nunca seja tarde para voltar ao caminho correto! Boa sorte!!!

Abraços,

Erica

joselito bortolotto disse...

Grande Glauco, sempre brincalhão, e as vezes falando sério .... mas, não podemos deixar de ser politicamente correto, não se trata de lado negro da força e sim lado sombrio da força no máximo afro-americano.

Valéria Braz disse...

Olá maeu amigo Glauco... inspiradérrimo hoje heim?!
Sabe que eu sempre disse que este ditado dos fins justificam os meios está correto mas digitado em sentido contrário... então seria: Só os meios justificam os fins.....hehehehe
Ou seja, conforme os meios que usarmos para alcançarmos nossos interesses, estaremos indo ao encontro do lado negro da força, ou do lado iluminado, justificando-se assim cada escolha do caminho!
Outra definição simples? Lei da ação e reação!
Beijo no coração

Gisavasfi disse...

Com certeza, "enquanto há vida, há esperança".
Que bom que você está em um momento de auto-reflexão.
Acho que deveríamos fazer esta auto-reflexão rotineiramente. Na verdade, diariamente, de uma forma leve e tranquila, como tomar um banho.
Se para mentermos o corpo limpo o ideal é pelo menos um banho diario, por que não fazer o mesmo com o espírito?
Isso sem falar na faxina semanal e na mensal.
Vale a pena. Bjs.

Atena disse...

Glauco:
Todos nós possuímos os dois lados dentro de nós. Este ditado de índios americanos esclarece bem como a coisa funciona: "Dentro de mim há dois cachorros: um deles é cruel e mau; o outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando. O que ganha a briga é aquele que eu alimento mais frequentemente."
abraços

Jackie Freitas disse...

Olá Glauco amigo!
Finalmente cheguei!!! rsrs... atrasada, mas cheguei!
Olha, já "conversamos" sobre isso e você sabe a minha opinião, mas enquanto lia o seu texto, pensei que não conseguimos efetivamente avaliar a "força" dos lados se não a vivermos! Entendemos e valorizamos a luz, quando nos falta luz; compreendemos o que é o amor, quando não o perdemos, enfim, estamos sempre vivendo ganhos e perdas para podermos direcionar nossos passos e acertar essa complicada bússola que, nem sempre, nos indica os melhores caminhos. O importante, como já te disse, é que ao detectarmos um erro e buscarmos os ajustes necessários, damos passos importantes para os acertos. E assim caminharemos sempre, amigo! Não se culpe! Bem vindo ao mundo dos que sentem, pensam, erram e acertam... Bem vindo ao mundo humano, complicado e complexo, mas ainda assim cheio de desafios que nos enriquecem! Você passou pelos seus, mas saiba que por mais que o "lado negro da força" o chame de vez em quando, o outro lado sempre te envolverá em luz e energias, porque é esse lado que te pertence!
Grande beijo e parabéns pela excelente reflexão!
Jackie

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...